MERCADO

68% dos milionários do mundo investirão em criptomoedas até 2022, segundo estudo

Tempo de leitura: 2 minutos

As criptomoedas estão cada vez mais em evidência. O mercado está em alta, o Bitcoin já teve mais de 113% de valorização este ano e a tendência é de crescimento. Investir em criptomoedas está, definitivamente, de volta.

Uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria financeira DeVere Group atesta isso. Segundo o estudo, 68% dos indivíduos espalhados pelo mundo com alta renda já investiram ou planejam investir em criptoativos até o final de 2022.

Mais de dois terços das pessoas cujo valor dos ativos é equivalente ou maior que US$1,3 milhão, investirão em criptoativos como Bitcoin (BTC), Ether (ETH) e Ripple (XRP), observa o relatório.

O grupo DeVere, sediado em Dubai, possui mais de US$10 bilhões em ativos sob consultoria, com mais de 80 mil clientes em mais de 100 países.

Conheça a CoinBene

“O céu é o limite” para investir em criptomoedas

O fundador e CEO da DeVere, Nigel Green, listou cinco fatores que levam milionários a ficarem de olho nos criptoativos. Isso sem incluir o Fear Of Missing Out – medo de ficar de fora, traduzido para o português. Segundo Green, a razão principal é que os criptoativos não possuem fronteiras, permitindo que esteja disponível por todo o mundo.

Conforme matéria do Cointelepgraph, os outros fatores incluem a adequação dos criptoativos à digitalização global; a aplicação das criptomoedas em soluções de problemas da vida real, como remessas internacionais e prestação de serviços para o mundo todo; assim como a aceitação do público jovem e o envolvimento de investidores comerciais.

Green afirmou ainda que, com a confiança do mercado, “o céu é o limite para criptoativos”. Concluiu afirmando que a pesquisa demonstrou um “aumento internacional do otimismo em relação aos ativos digitais”.

Quer investir em criptomoedas mas não sabe o momento certo? Acesse as análises do Blog e saiba a hora certa de comprar e vender!

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
País africano considera criptoativos ilegais
Grande clube do futebol brasileiro lança própria criptomoeda
Grande clube do futebol brasileiro lança própria criptomoeda
Capitalização do HEROcoin (PLAY) se mantém estável no último mês