MERCADO

Andreessen Horowitz anuncia novo fundo de US$ 2.2 bilhões com foco em criptomoedas

Tempo de leitura: 2 minutos

A Andreessen Horowitz (a16z), empresa de capital de risco do Vale do Silício, fundada por Marc Andreessen e Ben Horowitz, anunciou nesta quinta-feira (24) seu novo fundo de US$ 2.2 bilhões com foco em criptomoedas. A empresa visa aplicar esse capital em startups de blockchain e ativos digitais.

O fundo em criptoativos da Andreessen Horowitz inaugurou em 2018 US$ 300 milhões na modalidade de LP Commitments (Limited Partner Commitments – Tradução: Compromisso de Parceria Limitada) e seu segundo fundo, encerrado em abril do ano passado, atingiu US$ 515 milhões. O novo fundo bilionário anunciado nesta data, mostra que não apenas os institucionais estão ficando cada vez mais confortáveis com as criptomoedas, mas também como os ativos sob gestão da Andreessen Horowitz aumentaram rapidamente para competir com outras gigantes do setor, incluindo a Tiger Global.

Com este anuncio, estima-se que a Andreessen Horowitz possua agora cerca de US$ 18.8 bilhões em ativos sob sua gestão.

A Andreessen Horowitz é também um dos primeiros investidores no projeto de moeda digital do Facebook, a “libra”, que passou por uma série de mudanças e agora é conhecida como “diem”. Essa iniciativa enfrentou uma série de oposição de reguladores globais.

Conheça a CoinBene

O novo fundo bilionário, denomidado de Crypto Fund III, continuará sendo gerenciado por Katie Haun e Chris Dixon, sócios que dirigem o grupo de criptomoedas da Andreessen Horowitz, mas a empresa também iniciou a formação de uma equipe de gerenciamento mais robusta no âmbito das criptomoedas.

“O tamanho deste fundo revela o tamanho da oportunidade que temos diante de nós: os criptoativos não são apenas o futuro das finanças, mas como aconteceu com a internet nos primeiros dias, está pronta para transformar todos os aspectos de nossas vidas”, disseram Katie Haun e Chris Dixon, em um post em blog.

A Andreessen Horowitz também anunciou uma leva de novas contratações para o fundo, incluindo o ex-Diretor de Valores Mobiliários (SEC), Bill Hinman, que ingressará na empresa como sócio consultor. Rachel Horwitz como parceira operacional, que liderou as comunicações no Twitter, Google e Facebook.

Anthony Albanese, que ingressou na empresa no ano passado vindo da NYSE, foi nomeado COO da divisão. Tomicah Tillemann, que atuou anteriormente como consultor senior do atual presidente dos EUA Joe Biden e também como presidente do Global Blockchain Business Council, sera o chefe de políticas globais da a16z Crypto.

A a16z possui participações na OpenSea e Dapper Labs, que protagonizaram o recente boom de NFT (Non-Fungible Tokens) e protocolos de DeFi (Decentralized Finance). A empresa disse também que planeja manter esses investimentos em criptoativos por uma década ou mais.

 

Fontes: techcrunch.com / cnbn.com

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
mercado criptomoedas
Meetup CoinBene reúne público engajado do mercado de criptomoedas
Construtoras
Construtoras aceitam ativos digitais como pagamento por imóveis
Sul-africanos queriam ter conhecido ativos digitais antes, diz estudo