SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Banco Cashaa iniciará operações de criptomoedas na Índia em agosto

Tempo de leitura: 2 minutos

O banco de criptomoedas Cashaa deve iniciar operações com criptomoedas na Índia a partir de agosto, o que deve ajudar os investidores e as bolsas a superarem os atuais problemas bancários.

 

“Iniciaremos operação na Índia no próximo mês. Lançaremos contas bancárias pessoais para que os comerciantes possam fazer negociações ponto a ponto (p2p). Os traders de criptomoedas poderão realizar transações sem medo de que suas contas bancárias sejam congeladas ”, disse Kumar Gaurav, CEO e fundador da Cashaa.

 

Conheça a CoinBene

Além de contas bancárias pessoais, a Cashaa oferecerá também cartões de débito, empréstimos com criptomoedas, bem como crédito para a compra de criptomoedas, disse Gaurav.

As operações iniciarão em Nova Delhi, Gujarat e Rajasthan com planos de expansão gradual para Maharashtra, Uttar Pradesh e West Bengal.

Gaurav disse que já está em negociações com as corretoras de criptomoedas locais e tem planos de adquirir cinco milhões de clientes.

 

A Cashaa está trabalhando em conjunto com a The United Multistate Credit Co. Operative Society. Atualmente, sua plataforma beta controla mais de 200 empresas de criptomoedas, incluindo Nexo, Huobi, CoinDCX e Unocoin. Planeja também abrir agências físicas (três agências já abertas). Também está trabalhando em um modelo de franquia para expandir para 100 filiais.

Gaurav disse que todas as normas de verificação de identidade (KYC) serão seguidas como qualquer outro banco.

 

Nirmala Sitharaman, a ministra das finanças da Índia disse recentemente em uma entrevista que eles estão prontos com o projeto de lei do Gabinete para o qual trabalharam muito. Se o projeto de lei de criptomoedas encontrar um lugar na próxima sessão do parlamento e subsequentemente for aprovado, a Índia poderá em breve se tornar o “azarão” do universo das criptomoedas.

“Temos trabalhado muito nisso. Recebemos as contribuições das partes interessadas. A nota do gabinete está pronta. Temos que ver quando o Gabinete pode assumir isso e considerá-lo para que então possamos movê-lo. Do nosso lado, acho que uma ou duas indicações que dei é que pelo menos para fintechs, experimentos e projetos piloto uma janela esteja disponível. O Gabinete terá que tomar uma decisão. ”, Disse Sitharaman.

 

Em 31 de maio deste ano, o Reserve Bank of India emitiu uma circular solicitando para que os reguladores não citem mais a circular de abril de 2018 sobre a “Proibição de negociações de moedas virtuais”, uma vez que a medida não é mais válida, porém não há indícios de que a medida tenha aliviado as preocupações dos bancos.

“Ainda estamos em discussão com os bancos, mas ainda não há avanço em termos de quaisquer grandes bancos que atendam ao setor”, disse Nischal Shetty, CEO da WazirX.

Muitas corretoras estão procurando várias soluções para ajudar os clientes. Isso inclui o uso de soluções próprias de fluxo de transações por meios interbancários (UPI – Unified Payments Interface).

 

Players do mercado indiano afirmam ser necessário o apoio de grandes bancos de forma a atender a uma grande escala de transações e volumes. Os bancos continuam desconfiados de tais transações e dizem que não há uma regulamentação clara a ser seguida.

 

 

Fonte: thehindubusinessline (site)

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Você não precisa mais de código para mergulhar no universo da CoinBene
Trade de criptomoedas sem licença é contra a lei, diz Camboja
Rede Ethereum testa código Constantinopla