Sem categoria

Conheça os animais do mundo das criptomoedas

Tempo de leitura: 3 minutos

O mercado financeiro possui alguns termos que podem ser estranhos para quem não é do ramo. E o setor de ativos digitais também acaba adotando algumas nomenclaturas que são muito usadas no mercado tradicional.

Uma curiosidade: você já reparou que entre esses termos existem os nomes de algumas espécies de animais?

Nunca pensou nisso? A gente te explica!

Palmas para os animais do mundo cripto!

São essas espécies que podem ser usadas no universo do mercado financeiro e dos ativos digitais: baleias, ursos e touros.

Conheça a CoinBene

Ficou curioso e quer saber o que cada um desses termos significa? Fique tranquilo que a gente te ajuda a entender isso melhor!

Mas antes disso, aproveite para saber como mudar sua conta na CoinBene de Standard para Special. Confira no vídeo abaixo:

Oba, vamos lá!

Cada animal serve para identificar algum tipo de investidor que movimenta os mercados, tanto o tradicional quanto o de criptoativos. A espécie em questão tem hábitos que lembram o comportamento dos investidores em suas atuações no mercado.

Será que você conhece algum deles ou se enquadra em algum desses perfis? Vamos descobrir!

Abram as jaulas e comecem as operações!

Baleias: são os investidores que detém uma grande quantidade de criptomoedas. E por conta disso eles podem manipular o mercado, direcionando o preço de acordo com seus interesses. Ou seja, eles conseguem puxar os preços para cima ou para baixo, de acordo com a quantidade de ativos que eles injetam no mercado. E, por causa disso eles são chamados de baleia: ou as coisas acontecem como eles querem, ou quem ficar em seu caminho será movido para fora com muita força.

Não existe uma quantidade certa para que o investidor seja considerado uma baleia de Bitcoin. Em fóruns, por exemplo, alguns entusiastas afirmam que com mil BTCs você já é uma baleia, enquanto outros dizem que isso acontece a partir de 10 mil BTCs.

Ursos: são investidores que acreditam na queda dos preços das criptomoedas à qualquer momento. E por conta desse receio, eles vendem seus ativos antes que eles desvalorizem muito. Essa queda se assemelha a uma patada de um urso, que vem de cima para baixo, como a desvalorização dos criptoativos.

O mercado dos ursos (também conhecido como “Bearish”) é aquele em que existem mais ordens de venda do que de compra.

Touros: são os investidores que acreditam na evolução constante dos preços das criptomoedas. Eles compram ativos na baixa para poderem lucrar quando o valor subir. E o movimento se assemelha ao ataque de um touro, que usa seus chifres para jogar sua vítima para cima.

 

O mercado dos touros (também conhecido como “Bullish”) tem mais ordens de compra do que de venda.

Venha para a CoinBene!

Agora que você já conhece os animais que atuam no mercado de criptoativos, aproveite para criar sua conta grátis na CoinBene.

Temos mais de 200 ativos digitais em nossa plataforma e te ajudamos a conhecer o mundo muito além do Bitcoin. Cadastre-se grátis e vamos aos negócios!

COMPARTILHAR