MERCADO

Descubra se criptomoedas despertaram o interesse do público em 2018!

Descubra se criptomoedas foram um dos temas mais pesquisados em 2018!
Tempo de leitura: 2 minutos

Você sabe o que é Bitcoin? Certamente você já viu e ouviu falar algo a respeito da criptomoeda mais famosa do mercado.

Porém, ao contrário do que pensamos, muitas pessoas ainda não sabem o que é Bitcoin. E quando não sabemos sobre determinado tema e queremos informações, o que fazemos?

Isso mesmo, consultamos o oráculo chamado Google!

A gigante da internet divulgou no início do mês a lista das palavras mais pesquisadas na plataforma em 2018. E a expressão “O que é Bitcoin?” foi a mais buscada nos EUA e no Reino Unido na categoria “O que é?”.

Conheça a CoinBene

Criptomoeda mais famosa do mercado, o Bitcoin ganhou muito mais reconhecimento após a valorização de mais de 1000% em dezembro de 2017 e a queda de mais de 80% em 2018.

E graças a essa forte oscilação de valor de mercado que instigou o grande público a querer saber sobre a criptomoeda e a querer entender o que aconteceu com o ativo no período, o que fez com que o total de buscas por Bitcoin disparasse nos dois países.

Só o BTC tem vez?

A resposta é não. Nos EUA, a expressão “Como comprar Ripple” ocupa a quarta colocação entre as mais pesquisadas no Google na categoria “Como”.

E no Brasil?

Aqui em nosso querido país a coisa foi meio diferente em relação aos últimos anos. O Bitcoin não apareceu entre os termos mais pesquisados no Google. Em 2018, as pesquisas sobre a criptomoeda mais famosa do mercado recuaram 90% em relação ao ano anterior.

E em 2017, como foi?

Naquele ano o Bitcoin ficou na 2ª colocação global nas buscas do Google, atrás apenas do furacão Irma, que passou pelos Estados Unidos naquele ano.

Por conta da incrível alta no mercado de criptomoedas, que saltou de US$ 18 bilhões para mais de US$ 600 bilhões, a procura por notícias e informações sobre Bitcoin também teve um forte crescimento na plataforma de buscas.

Venha para a CoinBene!

Com mais de 200 ativos digitais em nosso portfólio, nós te ajudamos a conhecer o mundo muito além do Bitcoin.

Cadastre-se grátis em nossa plataforma e vamos aos negócios!

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Número de usuários de criptomoedas dobra em 2018, diz estudo
Número de usuários de criptomoedas dobra em 2018, diz estudo
CoinBene chega ao Brasil
Cotação em baixa não afeta previsões sobre o EOS