MERCADO

Estudo mostra que 3% dos chineses investem em criptomoedas

Tempo de leitura: 1 minuto

Uma pesquisa feita pela Circle na China revelou que 3% dos cidadãos investem em moedas digitais, como o NEO, apesar do perfil financeiro dos habitantes ser tradicionalmente conservador.

O levantamento aponta que metade desses investidores alocaram mais de 10% da renda familiar nesses ativos.

Outro ponto revelador é 25% dos millennials (pessoas de 22 a 37 anos) pretendem aplicar dinheiro no mercado de criptoativos nos próximos 12 meses, contra 10% dos indivíduos da Geração X (pessoas de 38 a 53 anos) e 2% dos baby boomers (pessoas de 54 a 72 anos).

O estudo também mostrou que os homens são duas vezes mais otimistas em relação ao futuro dos ativos financeiros digitais do que as mulheres.

Conheça a CoinBene

Alcance em outro país

Um estudo realizado pela Rathbone Investment Management apontou que 13% dos cidadãos britânicos planejam investir em criptomoedas em um futuro próximo.

O estudo também descobriu que os londrinos são duas vezes mais otimistas sobre a criptomoeda do que outros residentes do Reino Unido para expressar interesse em especular sobre moedas virtuais em breve, com 30% confessando que estão de olho nos mercados de criptomoedas.

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
EUA acusam Rússia de usar Bitcoin para influenciar eleições
Mulheres são minoria no mundo cripto. Vamos mudar isso?
Há poucas mulheres no mundo cripto. Isso precisa mudar!
Ethereum registra recorde de operações em dezembro
Ethereum registra recorde de operações em dezembro