MERCADO

Estudos mostram que 36% dos bitcoins estão perdidos

Tempo de leitura: 2 minutos

Pesquisas feitas pela Chainanalysis e pela Diar revelam 36% do total de 21 milhões de bitcoins estão perdidos ou não podem ser recuperados, conforme divulgado pelo CryptoGlobe.

Outro dado interessante mostrado pela pesquisa é que 22% dos ativos disponíveis estão nas mãos de investidores especulativos, o equivalente a 4,6 milhões, enquanto que pessoas comuns que o utilizam como investimento detêm 30% ou 6,3 milhões do montante total.

Dados recentes publicados pela Chainalysis que estudam a oferta monetária de Bitcoin ao longo de um ano mostraram que os investidores de longo prazo venderam aproximadamente US$ 24 bilhões em criptoativos para novatos no mercado entre dezembro de 2017 e abril de 2018, o que causou uma forte pressão de queda no preço do ativo, contribuindo para o movimento descendente ao longo desse período.

O estudo levou em consideração o período até agosto de 2018, indicando que os volumes mantidos tanto por investidores especulativos quanto por pessoas que o usam como investimento continuaram idênticos.

Conheça a CoinBene

Mais luz sobre o BTC

O relatório da Diar aponta um crescimento exponencial no interesse do governo dos Estados Unidos em transações on-chain, especialmente para fins de execução fiscal.

A quantidade de dinheiro gasto por agências governamentais para quitar serviços de monitoramento de blockchain, como a Chainanalysis, triplicou chegando a US$ 5,7 milhões entre dezembro de 2017 e agosto deste ano.

Além das implicações óbvias de fiscalização do governo, as análises e os dados apresentados por essas empresas fornecem às agências reguladoras informações valiosas que podem ser usadas para impor as leis KYC (Know your customer, em inglês) e AML (Anti-Money Laundering, em inglês).

Como cada transação é registrada de forma imutável e publicamente em muitos blockchains, as agências reguladoras podem usar os serviços dessas empresas para descobrir uma quantidade substancial de informações sobre quem está movendo, o que e para onde.

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Mulheres são minoria no mundo cripto. Vamos mudar isso?
Há poucas mulheres no mundo cripto. Isso precisa mudar!
Ativo reassume vice-liderança do mercado de criptomoedas
Ativo reassume vice-liderança do mercado de criptomoedas
BTC pagamentos
Só 0,05% dos bitcoins em circulação são usados para pagamentos