MERCADO SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Rede Ethereum testa código Constantinopla

Tempo de leitura: 1 minuto

A equipe responsável pelo Ethereum já está trabalhando para implementar o código Constantinopla, o próximo hard fork da rede.

Essa é a segunda parte de uma série de upgrades que visam tornar a rede mais eficiente e com taxas menores. O código será ativado antes da conferência Devcon4 que será realizada em outubro.

O exato número de bloco na qual o código entrará em vigor ainda não foi definido.

Um cronograma, que ainda pode sofrer alterações, foi sugerido. Nele podemos verificar que a etapa de implementação continua até 13 de agosto e, na sequência, será realizado uma rede de testes exclusiva da Constantinopla.

Conheça a CoinBene

Detalhes do código Constantinopla

A atualização irá incluir melhorias que visam tornar a rede Ethereum mais eficiente. De acordo com os desenvolvedores, quatro upgrades estão sendo implementados. Segundo Péter Szilágyi, um dos principais desenvolvedores da rede, afirmou que a maioria das novidades já está pronta.

Entre as atualizações que estão em estágio avançado de implementação estão:

  • EIP 210, que reorganiza como os hashes de bloco são armazenados no Ethereum
  • EIP 145, que aumenta a velocidade da Ethereum Virtual Machine
  • EIP 1014, que adiciona canais de estado na rede Ethereum
  • EIP 1052, um novo código operacional que comprime como contratos interagem

Em relação à dificuldade da mineração nenhuma decisão foi anunciada.

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
NPXS
CoinBene apoia novo desbloqueio de NPXS
Irã detalhes criptomoeda
Irã apresenta detalhes de criptomoeda local
Operações em rede do BTC crescem, apesar de mercado em baixa
Operações em rede do BTC crescem, apesar de baixa em 2018