MERCADO

IoP e a comunidade que preza pela independência

IoP
Tempo de leitura: 2 minutos

A Internet of People foi criada para ser mais do que apenas uma criptomoeda. Sua principal missão é tornar seus usuários livres de intermediários, possibilitando a ligação direta entre prestadores de serviços e clientes em potencial.

Isso permite que os usuários da IoP possam ter total controle sobre suas informações pessoais, o que evitaria que esses intermediários possam usar esses dados para poder ganhar mais dinheiro, como normalmente acontece na internet tradicional.

Os serviços que usamos atualmente concentram as informações pessoais dos usuários em seus servidores. Deste modo, eles podem centralizar esses dados e vender para terceiros, o que torna-se uma nova fonte de renda para essas empresas, e não proporciona nenhuma vantagem aos usuários, que deveriam ser os verdadeiros beneficiados.

Além disso, a comunidade da IoP é bastante envolvida com o projeto da plataforma, tanto que os nodos não precisam de equipamentos caros para poderem participar do processo de consenso da rede. São aceitos dispositivos mais simples, como Raspberry PI, smartphones, tablets e até mesmo computadores domésticos.

Conheça a CoinBene

De acordo com Cristian Braans, membro da comunidade global da IoP, uma das características que se destacam é que na rede existe a política de se fazer primeiro, para depois conversar sobre o que foi e o que deve ser feito.

Comunidade engajada

A comunidade da Internet of People já está organizada em mais de 30 países em todo o mundo. Eles são incentivados não apenas a promover, mas levam a tecnologia e a visão da IoP e a colocam em contato com o mundo real.

Ou seja, a própria plataforma incentiva seus entusiastas a se engajarem cada vez mais com seus conceitos.

Um dos exemplos de engajamento com a IoP é a parceria que a plataforma possui com a Universidade de Nayarit, no México. Lá, mais de 30 mil estudantes usam e serão educados por blockchain.

Braans comenta que a mentalidade dos membros da comunidade também é algo que o incentiva a fazer parte do projeto da IoP. “Existe uma verdadeira interação entre seres humanos de todo o mundo. Você é respeitado e tratado como um ser humano valioso. Eu nunca experimentei algo assim antes em uma grande comunidade online.”

Privacidade da rede

O membro global da comunidade destaca que a privacidade da rede ajuda a atrair novos entusiastas para o projeto da IoP. Para o membro da comunidade, isso os deixa mais felizes, pois fez com que recuperassem o controle de seus dados privados.

“É uma questão de princípio, ser aberto, honesto e transparente sobre o que fazemos. E o que não fazemos. Estamos trabalhando na vanguarda da nova tecnologia com o nosso projeto.”, completa Braans.

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
John McAfee
Blockchain Cruise terá palestra de McAfee; CoinBene marca presença
Ucrânia quer taxar transações com moedas digitais
Bolsa de NY tem planos ambiciosos para o Bitcoin