SEGURANÇA E TECNOLOGIA

Plataforma de DeFi implora para hackers devolverem US$ 600 milhões em criptomoedas roubadas

Tempo de leitura: 2 minutos

A plataforma de finanças descentralizadas (DeFi) Poly Network implorou aos hackers na manhã dessa terça-feira (10) para devolverem aproximadamente US$ 600 milhões (mais de R$ 3 bilhões) em criptomoedas que ela disse ter sido roubada no mesmo dia. Se confirmado, o roubo que a Poly Network disse incluir Bitcoin seria um dos maiores – senão o maior – na história das criptomoedas.

 

“Caro Hacker”, escreveu a Poly Network em uma carta aberta publicada logo após o hack se tornar público. “Queremos estabelecer comunicação com você e implorar pela devolução dos ativos hackeados.”

Conheça a CoinBene

 

O protocolo Poly Network é projetado para permitir que diferentes blockchains se comuniquem entre si e faz parte do crescente espaço de finanças descentralizadas (DeFi). Isso é particularmente relevante aqui, já que o hack ocorreu em três diferentes blockchains: Binance Smart Chain, Ethereum e Polygon.

 

Este hack, que a Poly Network disse ter sido causado por uma “vulnerabilidade entre ligações de contrato”, inevitavelmente colocará em questão a segurança das plataformas DeFi.

 

Para os não familiarizados, as finanças descentralizadas (DeFi) prometem um futuro onde as pessoas podem fazer transações financeiras completamente livres de intermediários tradicionais, como bancos – ou até menos tradicionais, como as corretoras de criptomoedas. Essencialmente, usando contratos inteligentes, as plataformas DeFi prometem (como o nome sugere) descentralizar as finanças.

 

De acordo com o DeFi Pulse, um site analítico de DeFi, mostra no momento desta publicação, que existem cerca de US$ 80 bilhões vinculados a protocolos DeFi.

 

Notavelmente, grandes players no mundo das criptomoedas entraram em ação após a notícia do roubo, bloqueando alguns dos fundos roubados no processo.

 

O CTO da stablecoin Tether (USDT), disse que congelou aproximadamente US$ 33 milhões em USDT após o hack.

 

 

Enquanto isso, o CEO da corretora Binance prometeu “ajudar proativamente”.

 

 

“A quantidade de dinheiro que você roubou é a maior da história”, escreveu a empresa em sua carta aberta. “A aplicação da lei em qualquer país vai considerar isso como um grande crime econômico e você será perseguido.”

A empresa implorou que os hackers entrassem em contato e forneceu um endereço de e-mail para estabelecer comunicação.

 

Independentemente se a devolução dos fundos roubados ocorrer, a reputação das plataformas de DeFi sofreram um duro golpe.

 

 

Fontes: Twitter / DefiPulse (site)

 

COMPARTILHAR
Notícias relacionadas
Dock e a conectividade máxima da internet
Irã concede licença para 30 mineradoras de Bitcoin em meio à queda do hashrate na rede
IoP
IOP Coin: conheça o ativo que movimenta a Internet of People